06
abr
10

Backup, ou vc tem, ou vc não tem!

Teias

Esse é o estado deste blog...

Tirando as teias de aranha do blog, venho falar um pouco sobre uma coisa tão importante na vida do SysAdmin, o bendito Backup.

Essa semana surgiu uma pergunta na lista de emails do FreeBSD de um colega que se referia a ferramentas de backup. Sempre achei que para esse tipo de pergunta, não há nada melhor do que passar a experiência vivida adiante. Prontamente dei algumas sugestões a ele, e não fui o único. Dentre as sugestões que foram postadas, estavam: Amanda e  backuppc. Nunca utilizei nenhuma ferramenta pronta de backup, então não posso opinar nada sobre elas, mas pelo que meus colegas de lista reportam, parecem ser bem confiáveis.

Backup

Duh!!

Minha sugestão a ele foi utilizar as boas e velhas ferramentas nativas dos sistemas *nix: Rsync e tar. Cada caso é um caso, e isso significa que para cada ambiente de servidores, devemos utilizar ferramentas diferentes. Porém, acredito que uma coisa é certa, em quase todos os casos podemos usar rsync ou tar. Simplesmente porque geralmente a solução mais simples é a utilização de ferramentas simples aliadas ao bom senso do Administrador de Servidores.
Combinar Rsync e/ou tar com shellscript por exemplo pode transformar uma ferramenta simples de sincronização/compactação em rotinas complexas completas de backup.
Tá, mas e ai, quando que eu uso um quando q eu uso outro?
Primeiro é preciso entender o que cada um faz. Começamos pelo rsync então.

Rsync

De acordo com o próprio man do rsync, ele nada mais é do que um rápido e versátil copiador remoto e local de arquivos. E realmente é isso que ele faz. Ele compara duas pastas (origem e destino) e verifica se o que consta na origem também consta no destino. Aquilo que não estiver presente no destino, é copiado da origem, bem como se algo for apagado da origem ele também apaga do destino. Isso faz com que as duas pastas fiquem sincronizadas. Tudo que o diretorio-origem possui, o diretório-destino também possui.

Tar

O tar é um compactador de arquivos. Mas ele serve também para gravar dados em fitas DAT por exemplo. Tar é uma ferramenta poderosa e cheia de recursos, que podem atender praticamente toda as necessidades de alguém q deseja uma rotina de backups eficiente e que ocupe pouco espaço. Se é que isso é possível.
Agora q eu sei o que cada um faz, eu posso escolher melhor a hora de utilizar cada um deles. Se eu quiser manter uma cópia fiel dos dados, utilizo rsync entre dois servidores. Se eu quiser guardar os dados em fita ou em outro hd na rede, e quero ter backups de alguns dias atrás, utilizo tar, que compacta os dados e me deixa mais espaço para armazenamento. Ou ainda utilizar o tar para compactar os dumps do banco e utilizar o rsync para sincronizar estes arquivos com outro servidor. Ou eu posso sincronizar os dados em outro servidor, e criar um arquivo compactado com tar e gravar em uma fita (meio neurótico mas muito seguro).
Vai da vontade e da disposição de cada SysAdmin. Criar scripts que realizam o backup automaticamente é a melhor escolha que alguém que lida com servidores pode fazer. Mas tudo claro com muitos testes e verificações de como o script vai se comportar.
Mas lembrando:
Quem tem 1 backup, não tem nenhum.
Ou seja, sempre tenha em mente que backups são ferramentas importantes na segurança dos dados, e por isso devem ser feitos constantemente, e se possível em mais de 1 lugar.
[]s
Anúncios

1 Response to “Backup, ou vc tem, ou vc não tem!”


  1. 1 doceangel
    25/05/2010 às 5:07 pm

    além de ter mais de 1, é fundamental olhar o tamanho do backup, já aconteceu de eu salvar um .dmp minúsculo ou seja, minha rotina de backup parou de funcionar por causa do usuário da rotina estava bloqueado! 😡


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: